Twitter exclui contas e faz uma “limpa” na plataforma

Pai da Júlia e do Pedro. Especialista em Marketing Digital, com MBA em e-Business pela FGV. Formado em Administração de Empresas pelo IBMEC. Empreteco.
17/06/2021
Gestão de Mídias Sociais

Durante a semana, um mistério começou a tomar conta do Twitter e das principais discussões na plataforma. Uma série de usuários relataram ter perdido números consideráveis de seguidores de um dia para o outro sem muitas explicações. O que muitos não sabem, na verdade, é que isso não passa de uma varredura feita onde o Twitter exclui contas.

A ideia é, justamente, melhorar a experiência do usuário na rede social, que tem sido recebida com muitas críticas pelo ambiente tóxico e tumultuado, além de ser uma das plataformas com regras mais abertas. Por isso, o Twitter decidiu excluir contas não autênticas e robôs que servem para aumentar o número de inscritos de determinados perfis e marcar presença em hashtags e discussões.

Quer entender melhor sobre esta atitude do Twitter e como isso impacta a experiência do usuário na rede social? Então confira o conteúdo abaixo e saiba mais sobre contas não autênticas, bots e como o Twitter pretende lidar com esses problemas na plataforma.

Nova função de gorjeta no Twitter

Fonte: Freepik

Twitter exclui contas e faz uma “limpa” na plataforma: entenda o caso

O principal foco das criticas feitas contra o Twitter, na verdade, é um grande mal entendido. Isso porque, o Twitter está sendo acusado de interferência (muitas vezes política) no grupo de seguidores de milhares de contas, excluindo esses seguidores e os banindo da plataforma.

No entanto, não é bem isso que está acontecendo. O Twitter está precisando lidar com inúmeras contas robôs que fazem parte da plataforma. Este é, de fato, o grande problema que o Twitter enfrenta atualmente e, de certa forma, descredibiliza toda a plataforma.

Por isso, um algoritmo consegue mapear essas contas não autênticas e os robôs e, assim, o Twitter decide pela exclusão dessas contas da plataforma. Como os robôs são grande número dos perfis do Twitter, a perda de seguidores acabou sendo considerável em várias contas de políticos, famosos e celebridades.

Agência de Gestão de Mídias Sociais

Para você ter ideia do tamanho do problema causado pelos robôs, estudos realizados pela Carnegie Mellon University indicam que 82% dos perfis mais influentes sobre a Covid-19 são robôs ou apresenta comportamento suspeito. Essa porcentagem diz respeito aos 50 mais influentes. Quando o assunto são os 1.000 perfis de destaque, 62% se referem a robôs ou contas não autênticas.

Isso porque estamos falando sobre perfis que abordam temas de saúde, como a Covid-19, ou seja, diz respeito a saúde pública também. Por isso, o Twitter decidiu fazer essa ação de excluir contas suspeitas de spam ou que sejam robôs com o compartilhamento massivo de fakenews e discursos de ódio.

Devido ao elevado número de críticas pedindo um esclarecimento da plataforma, o Twitter lançou o seguinte comunicado:

Você pode notar algumas flutuações na contagem de seguidores de vez em quando. As contas para as quais solicitamos confirmação de senha ou número de telefone não são incluídas nas contagens de seguidores até que essas informações sejam confirmadas. Fazemos isso regularmente para ajudar a prevenir spam e manter todas as contas seguras.”

Esclarecimento do Twitter

Fonte: Twitter

Ou seja, se a pessoa identificar seus dados básicos, a plataforma acaba entendendo que a conta é autêntica que nada será feito com ela. No entanto, se esses dados não forem confirmados e a conta tiver uma ação suspeita, ela será excluída da plataforma em algum momento.

Essa pode ser uma atitude muito discutida, principalmente porque existem projetos de lei contra exclusões indevidas de perfis em redes sociais, projetos esses que prometem multar as plataformas que excluírem perfis sem motivo ou comprovação para tal atitude. Segundo a Reuters, essa multa pode chegar a US$ 13,5 milhões.

O que são os bots?

Os bots, na verdade, são robôs criados a partir de programas de computador que criam perfis fakes nas redes sociais com determinados objetivos, sejam políticos, para difamação ou para propagar fakenews. Eles são considerados como o grande mal que cerca a Internet atualmente e são responsáveis por invadir as principais redes sociais. Entre elas, a que mais sofre com isso é o Twitter.

Isso porque, a plataforma acaba tendo regras menos rígidas com relação a publicações feitas na rede social e, além disso, é conhecida por ser mais aberta, talvez com a intenção de atrair mais usuários. Assim, muitas pessoas podem usar ferramentas de bots para ganhar seguidores, curtidas ou, até mesmo, propagar notícias de difamação contra outras pessoas.

Por conta dessa pandemia virtual de bots, o Twitter acabou precisando tomar medidas duras contra determinadas contas que, ao entender do algoritmo da plataforma, são robôs, a exclusão. Isso para ajudar a melhorar a experiência do usuário na plataforma, torná-la menos tóxica e, ao mesmo tempo, combater a propagação de notícias falsas que possam interferir em resultados políticos ou até a saúde pública da população.

Entenda o que são bots

Fonte: Freepik

No entanto, o entendimento de bot não pode ficar só na parte negativa. Na Internet, existem bots que fazem ótimos trabalhos e prestam serviços ideais para o bom funcionamento da rede mundial de computadores. Esses bots são chamados de bots legítimos e podem ajudar a varrer a Internet indexando sites para busca (Google), ou ajudando a encontrar o preço mais baixo do produto tão sonhado.

Portanto, é importante entender que essa atitude do Twitter faz parte de uma série de ações contra esses bots ruins, que interferem completamente na experiência de uso da Internet e pode atacar diretamente a saúde física e mental das pessoas. Outras redes sociais como Facebook e Instagram também apresentam ações contra esses bots.

O próprio Instagram, em 2019, removeu milhares de bots e contas falsas da plataforma, fazendo influenciadores digitais perderem números consideráveis de seguidores da noite para o dia. A atriz e cantora Ariana Grande, por exemplo, chegou a perder 3 milhões de seguidores com essa ação.

Agência de Gestão de Mídias Sociais

Para que as pessoas não interpretassem mal os influenciadores que perderam esse grande número de seguidores, a plataforma informou que a limpeza é feita constantemente e essa perda de seguidores não representa uma postura incorreta por parte dos influenciadores.

Conte com a ajuda especializada de uma agência de marketing digital

Se você quer estar sempre por dentro das novidades relacionadas às redes sociais e precisa de ajuda na sua gestão, conte com a Agência IMMA. Somos uma agência de gestão de mídias sociais que oferece inúmeros serviços de marketing digital. Entre em contato conosco e faça seu orçamento.

Veja também