Dicas para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail

Os cancelamentos de assinaturas de e-mail são uma faca de dois gumes. De um lado, isso nunca é bom para o ego. Por outro lado, sua lista está fazendo uma autolimpeza. Entretanto, você sempre fica imaginando se poderia ter feito algo para evitar esses cancelamentos. Por isso, é sempre bom ter algumas dicas para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail.

Primeiro, se quisermos reduzir esses cancelamentos, precisamos saber como está a taxa de cancelamento de assinatura. Geralmente, uma taxa de cancelamento abaixo de 0,5% é muito boa para uma campanha de e-mail. Uma taxa abaixo de 0,2% geralmente indica que você está dentro da normalidade e uma taxa acima de 0,5% significa que você tem algum trabalho a fazer. Se você percebeu que sua taxa está um pouco alta ou deseja melhorar esses números, confira nossas dicas.

Dicas para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail

Fonte: Freepik

Dicas para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail

Optin duplo X individual

Isso parece muito mais complicado do que é. Um optin individual significa apenas que o assinante não precisa confirmar sua inscrição. Com um optin duplo, o assinante precisa confirmar a inscrição, geralmente clicando em um link enviado por e-mail após a conclusão do formulário inicial.

Optins individuais são mais fáceis para o usuário e a maneira mais rápida de criar uma lista de contatos. Porém, eles também são menos respeitosos com a privacidade de seus assinantes. Assim, seu endereço de e-mail pode facilmente acabar na caixa de spam, prejudicando sua reputação como remetente.

Optin duplo X individual

Dicas para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail (Freepik)

Optins duplos oferecem uma proteção de melhor qualidade e a oportunidade de se comunicar com os assinantes imediatamente por um e-mail de confirmação. O lado negativo é que esse processo resulta num crescimento mais lento para sua lista e, possivelmente, em endereços de e-mail perdidos. Isso porque alguns usuários podem simplesmente nunca concluir o processo de inscrição.

Como decidir? Você terá que realizar alguns testes e perceber como o seu público-alvo se comporta. Dessa forma, logo será possível detectar que tipo de optin funciona melhor com os usuários que acessam seu site. Essa dica é importantíssima para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail.

Saiba como reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail

Fonte: Freepik

Segmente a lista de assinantes

A chave para um marketing eficiente é transmitir sua mensagem para as pessoas certas no momento certo. Segmentar sua lista de assinantes pode ajudar você a fazer isso. Para começar, segmente sua lista em três categorias: altamente segmentado, segmentado e não segmentado.

Listas não segmentadas vão conter o maior número de contatos e listas altamente segmentadas terão o menor número. Você pode criar listas segmentadas usando qualquer número ou tipo de dados, como localização, idade, profissão, navegação, atividades de compra, etc.

O resultado final é que as campanhas altamente segmentadas funcionam melhor. Em um estudo conduzido pela Klaviyo, campanhas altamente segmentadas obtiveram melhores taxas médias de abertura, de cliques e maior receita média por destinatário. Além disso, reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail tornou-se muito mais fácil.

Segmente a lista de assinantes

Fonte: Freepik

Crie conteúdo útil e relevante

Crie uma mensagem para motivar seu público. Não adianta ter o melhor design ou uma lista enorme de assinantes se cada vez que as pessoas abrirem suas mensagens, perceberem que você não tem muito a dizer ou acrescentar a vida delas. Por isso, mais do que investir numa enorme lista de assinantes, invista também em produção de conteúdo útil e relevante para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail.

Crie assuntos interessantes

Você está pronto para enviar seu e-mail, mas a linha de assunto ainda não está tão boa quanto você deseja. Se você simplesmente não sabe o que dizer para fazer seus assinantes abrirem para ler ao invés de excluírem sua mensagem, pare e pense melhor.

E-mails cujos assuntos são preenchidos com cuidado tendem a ser mais bem sucedidos, especialmente se tiver de 3 a 5 palavras, 14 a 24 caracteres, 1 a 4 emojis e começarem com letras maiúsculas (porque mostra preocupação com os detalhes). Mas, o que se pode fazer para criar a linha de assunto perfeita é escrevê-la como um ser humano, não como uma máquina.

Para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail, crie conteúdo útil e relevante

Fonte: Freepik

Personalize

74% dos profissionais de marketing dizem que a personalização direcionada aumenta o envolvimento do cliente. Além disso, e-mails personalizados também levam a taxas de transação 6x mais altas. Com bilhões de e-mails sendo enviados todos os dias, a personalização pode fazer com que suas mensagens se destaquem. Para que elas pareçam mais pessoais, escreva como se estivesse conversando com uma pessoa.

Frequência de envio

Não existe uma regra que dite qual deve ser sua frequência de envio de e-mails. Se você enviar pouco, pode ser esquecido; se enviar muito, pode acabar na caixa de spam. Essa é uma ótima oportunidade para testar ou, simplesmente, conversar com seus assinantes. Você pode segmentá-los com base nas respostas e configurar seus e-mails para serem enviados na frequência solicitada.

Comece com uma frequência que você pode manter e certifique-se de definir essas expectativas em seu e-mail de boas-vindas. Quando você conseguir produzir mais conteúdo de marketing que e-mails, pesquise entre seus inscritos para ver se eles têm interesse em ver mais do seu conteúdo.

Personalize seu e-mail marketing

Fonte: Freepik

Otimize para celular

Não é segredo que, atualmente, os e-mails são mais abertos em dispositivos móveis do que em computadores. Esses números tendem a continuar a crescer em favor dos dispositivos com o passar do tempo. Por isso, é muito importante que suas mensagens possam ser lidas independente do aparelho que o usuário use, seja ele um smartphone ou mesmo uma smart TV. Isso é fundamental para reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail.

Por isso, busque manter o assunto e o conteúdo do e-mail curtos. Tenha ícones e botões touch friendly, assim como chamadas para ação curtas e atraentes. Suas fontes devem ser grandes o suficiente para que o leitor médio possa ver a uma distância de, aproximadamente, um braço para que não seja preciso aumentar ou diminuir o zoom.

As imagens devem ser otimizadas usando um plug-in ou software para reduzi-las. Se os usuários estiverem lendo seus e-mails em dispositivos móveis, eles podem não ter acesso a Wi-Fi, o que torna difícil para eles carregarem imagens muito grandes e pesadas. Se você não conseguir tornar as imagens eficientes, busque por outras opções.

Ofereça descontos, incentivos e conteúdo exclusivo

Ofereça descontos exclusivos para seus assinantes ou crie conteúdo divertido apenas para eles. Faça com que eles sintam que sua empresa se importa com eles e que eles são realmente especiais. Não basta enviar e-mails apenas tentando convencê-los a comprar algo. Você deve sempre considerar oferecer algo em troca.

Ofereça descontos, incentivos e conteúdo exclusivo

Fonte: Freepik

Envie uma variedade de formatos de conteúdo

As palavras de uma página precisam ser quebradas por alguma outra coisa de vez em quando. Você pode se divertir com seus e-mails enquanto fala da sua empresa ou apresenta sua marca. Teste a utilização de imagens estáticas, GIFs e vídeos. Até mesmo uma lista diferente e interessante pode ser relevante e ajudar a variar o formato do conteúdo.

Peça feedback

As pessoas têm opiniões e tendem a ficar felizes em falar sobre elas. Se você tiver dúvidas sobre o que os inscritos gostam ou não, não tenha medo de perguntar. O mesmo vale para aqueles que cancelaram a assinatura. Pergunte por que eles estão saindo e se há alguma coisa que os faria ficar.

Se você quer realmente reduzir a taxa de cancelamento de assinatura de e-mail e ter um e-mail marketing realmente eficiente, fale com uma agência de marketing digital que sabe o que faz. Fale com a Agência IMMA!

Veja também

Como criar uma newsletter

Como criar uma newsletter

By | E-mail Marketing

Se você trabalha com marketing digital, provavelmente conhece o conceito de newsletter. Esses boletins informativos por e-mail são uma ferramenta popular utilizada por muitas empresas para manter sua marca na mente dos consumidores. Mas como criar uma newsletter? E o que a torna boa a ponto de um usuário clicar nela?

Read More
Rodrigo Darzi

Sobre Rodrigo Darzi

Pai de 2 filhos. Especialista em Marketing Digital. MBA em e-Business pela FGV. Formado em Administração de Empresas pelo IBMEC. Empreteco.