O que os consumidores querem? Veja o que essa pesquisa descobriu

Agora, mais do que nunca, os consumidores têm inúmeras fontes de informação para pesquisar, comprar produtos e contratar serviços. E, apesar de eles serem constantemente confrontados com um monte de conteúdo competindo por sua atenção, eles nem sempre recebem o que precisam. Mas o que os consumidores querem? Veja o que essa pesquisa descobriu.

Pesquisa sobre o consumo

Fonte: Freepik.

A Stackla publicou seu 2017 Consumer Content Report, uma pesquisa que entrevistou 2.000 adultos nos EUA, Reino Unido e Austrália para descobrir que tipo de conteúdo que eles criam, confiam, fazem referência e são influenciados por toda sua vida e durante o ciclo de compras. E, ainda que a pesquisa não tenha chegado ao Brasil, podemos entender que temos um cenário parecido por aqui.

O que os consumidores querem? Veja o que essa pesquisa descobriu:

Autenticidade é mais importante do que nunca: em um mundo cheio de opiniões de celebridades, postagens patrocinadas e influenciadores pagos, os consumidores anseiam mais do que nunca por autenticidade. A pesquisa da Stackla revelou que 86% das pessoas dizem que a autenticidade é importante ao decidir quais marcas elas gostam e apoiam.

Isto é especialmente verdadeiro entre as gerações mais jovens, que possuem atualmente 200 bilhões de dólares em poder aquisitivo anual, mas são os menos envolvidos com as marcas. 90% dos Millennials dizem que a autenticidade da marca é importante, provando que os consumidores mais jovens preferem algo mais real e orgânico do que industrializado.

O que os consumidores querem

Fonte: Freepik.

Marcas não conseguem fingir autenticidade: a autenticidade tornou-se vital, não só para contar as histórias da marca, mas em todas as partes da experiência do cliente, inclusive com a publicidade. Infelizmente, para a maioria das marcas de hoje, a autenticidade é algo que os consumidores sentem que está faltando.

Veja também  Google anuncia que está criando um bloqueador de anúncios para o Chrome

57% dos entrevistados indicaram que menos de metade do conteúdo criado pelas marcas parecem autênticos. Eles também não são facilmente enganados: 70% das vezes os consumidores conseguem distinguir o conteúdo criado pelo usuário do que é criado pela marca. Eles também se desconectam de marcas que tentam fingir autenticidade. 20% dos consumidores (e 30% dos Millennials) abandonaram uma marca nas redes sociais por sentirem que seu conteúdo não era autêntico.

Então, se as marcas estão falhando em produzir conteúdo autêntico, o que os consumidores querem? Qual conteúdo é visto como autêntico aos seus olhos? Eles disseram considerar o conteúdo gerado pelo usuário mais autêntico.

Pesquisa sobre consumidores

Fonte: Freepik.

As plataformas sociais tornaram-se onipresentes, permitindo que todos com uma conexão com a internet compartilhe seus pensamentos, experiências e recomendações com o clique de um botão. Bilhões de diferentes tipos de conteúdo, tanto escrito quanto visual, são criados por pessoas reais em redes sociais todos os dias. E este é o conteúdo que os consumidores acham mais genuíno.

Na verdade, 60% dos consumidores disseram que o conteúdo gerado pelo usuário é a forma mais autêntica de conteúdo. Mais precisamente, 3 vezes mais autêntico do que o conteúdo criado pela marca. E, para os consumidores, conteúdo autêntico é igual a conteúdo influente.

“Influenciadores” não são tão influentes: embora as marcas tenham utilizado bastante o marketing com influenciadores já há alguns anos, as celebridades e os influenciadores sociais parecem não ter assim tanta influência sobre as decisões de compra dos consumidores.

Consumidores

Fonte: Freepik.

A pesquisa descobriu que 60% dos consumidores (e 70% dos Millennials) disseram que o conteúdo social de amigos e familiares impactou suas decisões de compra, enquanto apenas 23% disseram que o conteúdo de influenciadores ou celebridades foi impactante para efetuar uma aquisição. Ou seja, ainda que os influenciadores sejam importantes, há muito mais o que se pensar ao desenvolver uma estratégia de marketing digital ou tradicional.

Veja também  5 passos para criar uma estratégia de marketing digital poderosa

Com a pesquisa da Stackla é possível observar o que os consumidores querem: autenticidade e valorização do conteúdo gerado pelo usuário. Marcas e empresas que desejam crescer ou simplesmente aumentar sua presença online precisam prestar atenção a esses detalhes e incluí-los em sua estratégia de marketing digital o quanto antes.

Veja também

Comportamento do consumidor

O que os consumidores querem? Veja o que essa pesquisa descobriu

By | Marketing Digital | No Comments

Agora, mais do que nunca, os consumidores têm inúmeras fontes de informação para pesquisar, comprar produtos e contratar serviços. E, apesar de eles serem constantemente confrontados com um monte de conteúdo competindo por sua atenção, eles nem sempre recebem o que precisam. Mas o que os consumidores querem? Veja o que essa pesquisa descobriu.

Veja também  Como se destacar em um nicho saturado
Read More

Sobre Rodrigo Darzi

Pai de 2 filhos. Especialista em Marketing Digital. MBA em e-Business pela FGV. Formado em Administração de Empresas pelo IBMEC. Empreteco.

Leave a Reply