7 dicas importantes para melhorar a segurança do seu site

A tecnologia avançada transformou este em um mundo digital. No entanto, tudo o que pode ser usado de forma positiva pode apresentar um lado negativo e não podemos negar a realidade do aumento dos cibercrimes. E o tipo mais comum de cibercrime é quando seus dados já não estão mais seguros. Por isso, confira 7 dicas importantes para melhorar a segurança do seu site.

Dicas de segurança

Fonte: Freepik.

7 dicas importantes para melhorar a segurança do seu site:

1. Tenha uma senha forte: quando se trata de melhorar a segurança do seu site, é essencial ter uma senha forte. E existem ferramentas on-line que ajudam você a saber a força de uma senha. Para criar uma senha forte, use várias letras e símbolos nela. Para proteger seu site ainda mais, não se esqueça de alterar a senha regularmente.

Lembre-se também de escolher senhas que você possa lembrar facilmente e ninguém consiga adivinhar com facilidade. Se você não for bom em lembrar senhas, salve-a em um arquivo ou anote-a num papel ou celular.

2. Tentativas de login limitadas: você sabia que não deve haver mais de três tentativas de login do mesmo endereço IP? Se isso acontece, o acesso ao seu site é restringido por um determinado período ou poderá ficar bloqueado indeterminadamente. É por isso que a maioria dos hackers não usa o mesmo endereço IP. Portanto, não se esqueça de que as tentativas de login são limitadas para evitar problemas.

Gestão de sites

Fonte: Freepik.

3. Considere o uso de plugins WordPress: Atualmente, o WordPress é a plataforma mais famosa e amplamente utilizada na construção de sites, principalmente devido a seus recursos de segurança. Sua plataforma de segurança oferece muitos plugins de segurança e alguns deles são famosos. Conheça algumas opções:

Veja também  5 dicas para aumentar o tráfego do site da sua pequena empresa

Word Fence: este plugin tem uma classificação de 4.9 de 5 e mais de um milhão de downloads, o que o coloca no topo. Seus recursos incluem bloqueio de IP, segurança de login, verificação de segurança e firewall e monitoramento do WordPress. Ele é perfeito tanto para iniciantes quanto profissionais. Sua versão premium possui ainda mais recursos.

I Themes Security: ele afirma oferecer mais de trinta maneiras de proteger um site contra ataques. O plugin está disponível em versões gratuitas e premium. Ele abrange muitos recursos, incluindo registro de ações do usuário, autenticação de dois fatores, proteção de força bruta, monitoramento de arquivos, dentre várias outras funcionalidades.

Site seguro

Fonte: Freepik.

Sucuri Security: um plugin gratuito que possui vários recursos de segurança, como verificação de malware, monitoramento de listas negras, auditoria de atividades de segurança, monitoramento de integridade de arquivos, proteção eficaz de segurança e muito mais. Além disso, mantém uma lista de cada atividade que ocorre em seu site.

4. Atualize seu software: quando um software fica desatualizado, há menos segurança no site. Assim, as chances de perder dados do site aumentam. Se você utiliza o WordPress, a melhor parte é que você não precisa atualizá-lo. Tudo o que você precisa fazer é ter um antivírus eficiente que atualizará e protegerá seu computador contra hackers e outros problemas.

Felizmente, existem muitos bons programas de antivírus que ajudarão você nessa jornada de melhorar a segurança do seu site. Além disso, sempre que houver uma atualização, não a ignore, atualize o dispositivo o mais rápido possível para protegê-lo contra qualquer ataque ou contratempo.

7 dicas importantes para melhorar a segurança do seu site

Fonte: Freepik.

5. Use HTTPS: usar HTTPS para a segurança do seu site é outra ótima maneira de torná-lo mais seguro. O HTTPS é o melhor protocolo que fornece segurança pela Internet e ninguém é capaz de alterar o conteúdo ou interceptar. Quando um site não é protegido por HTTPS, as chances de ataques são altas.

Veja também  8 razões para os dados do Google Analytics não corresponderem aos do Facebook

Felizmente, o HTTPS não é mais tão caro quanto antes. Além da segurança do site, o Google fez um anúncio de que eles vão impulsionar sites que usam esse protocolo de segurança. Na verdade, o Google (Chrome) e outros navegadores em breve colocarão avisos em todos os sites que não usam HTTPS. Então, se você não usa, é hora de fazer implementar esta mudança.

6. Sempre mantenha um backup: não importa o quanto você tente, às vezes você acaba perdendo dados. Para lidar com esse problema, o backup é a melhor maneira de restaurar todas as informações e arquivos. Dessa forma, você pode restaurar seu site também. Se o backup ocorrer regularmente, seu problema pode ser resolvido em questão de segundos.

Combater Cibercrimes

Fonte: Freepik.

7. Tenha uma ótima hospedagem: por fim, contar com uma boa empresa de hospedagem sempre ajuda a melhorar a segurança do seu site. Experimente contratar um host que já esteja no mercado há algum tempo e não apresente muitas reclamações. Além disso, confira se o suporte técnico também é bom, pois eles podem te ajudar a resolver vários problemas.

Agora que você conhece algumas maneiras simples, porém efetivas, de melhorar a segurança do seu site, é hora de colocar todas as dicas em prática! Seguir estes passos não só diminuirá a chance de hackearem suas páginas, como também vai reduzir bastante suas preocupações com a segurança do seu site.

Rodrigo Darzi

Sobre Rodrigo Darzi

Pai de 2 filhos. Especialista em Marketing Digital. MBA em e-Business pela FGV. Formado em Administração de Empresas pelo IBMEC. Empreteco.

E-book de Mídias Sociais
A Agência IMMA preparou um material exclusivo para você começar entender como funciona a gestão de mídias sociais e como utilizá-las.

Insira o seu e-mail para receber o nosso e-book
QUERO MEU E-BOOK