Como melhorar a entregabilidade do seu e-mail

Pai da Júlia e do Pedro. Especialista em Marketing Digital, com MBA em e-Business pela FGV. Formado em Administração de Empresas pelo IBMEC. Empreteco.
30/11/2019
Marketing Digital

Ao preparar um e-mail marketing, a ideia de fazer todo um esforço para criar o seu e-mail e depois ele nem ser lido é aterradora. Sendo assim, é importante evitar ao máximo criar um e-mail que possa acabar em caixas de spam. E, para isso, você deve melhorar a entregabilidade do seu e-mail.

Mas o que é isso? A entregabilidade é a métrica que avalia quantas das suas mensagens de e-mail atingem seu destino final, chegando com segurança na caixa de mensagens do usuário. Atenção: isso não é a mesma coisa que inbox placement, que mede a quantidade de e-mails que chegam na caixa de entrada principal. A entregabilidade cuida apenas de garantir a entrega do e-mail para o seu destinatário.

Podemos então observar que se trata uma métrica muito importante para medir a efetividade do seu e-mail marketing. Afinal, se o seu e-mail não está nem sendo aberto pelo usuário, não dá nem para começar a falar de taxas de conversão. O foco, portanto, deve ser na etapa anterior.

Como melhorar a entregabilidade do seu e-mail

Fonte: freepik.

Descubra como melhorar a entregabilidade do seu e-mail

Há muitas maneiras de melhorar a entregabilidade do seu e-mail marketing. Separamos, então, uma lista com algumas atitudes que podem ajudar você nessa tarefa. Assim, você maximiza a capacidade de ação do seu e-mail. Confira!

Nunca compre uma lista de e-mails

Formar uma lista de contatos para enviar um e-mail marketing pode ser bastante trabalhoso. Por isso, é tentador considerar a possibilidade de uma opção mais fácil, como comprar uma lista de contatos pronta.

No entanto, esse é um daqueles casos em que o caminho aparentemente mais fácil acaba dificultando as coisas a longo prazo. Isso porque, se você compra uma lista de e-mails, você provavelmente acabará enviando seu e-mail para pessoas que não querem recebê-lo. Ou seja, essas pessoas muito provavelmente marcarão o seu e-mail como spam.

Sendo assim, prefira construir uma lista de contatos orgânica. Mesmo que demore mais tempo, é a opção mais adequada.

Nunca compre uma lista de e-mails

Fonte: freepik.

Evite pontos de exclamação ou palavras relacionadas a spam no seu assunto

O assunto do seu e-mail é fundamental para fazer o usuário decidir se tem interesse em lê-lo ou não. Desse modo, evite enchê-lo com elementos que fazem o seu e-mail soar como spam, como pontos de exclamação excessivos ou palavras como “grátis” ou “faça dinheiro fácil”. Como esses elementos são muito comumente associados ao spam, eles passam uma péssima imagem do seu e-mail. Procure então substituí-los por chamadas mais intrigantes que possam melhorar a entregabilidade do seu e-mail.

Evite erros ortográficos

Erros de digitação ou de gramática fazem o seu e-mail parecer pouco profissional e desleixado. Tudo isso contribui para que ele seja visto como spam.

Assim, sempre que for disparar um e-mail, releia-o antes com cuidado, para evitar qualquer erro ortográfico. Uma boa ideia é copiar o conteúdo e colar em um corretor de texto, como o do Word, antes de começar o disparo.

Não use imagens muito grandes

O tamanho máximo do seu e-mail deve ser em torno de 600 ou 800 pixels. Se você usar imagens maiores do que isso, corre o risco de ir direto para a caixa de spam. Usar muitas imagens pequenas também não é uma boa ideia. Ao invés disso, invista em um design limpo e atraente.

Não use imagens muito grandes

Fonte: Freepik.

Contrate uma agência para fazer o seu e-mail

Uma agência de marketing digital pode ajudar você a melhorar a entregabilidade do seu e-mail. Portanto, vale a pena pensar em contratar uma. Busque uma empresa com eficiência e confiabilidade, como a Agência IMMA, e seus e-mails irão melhorar de maneira impressionante. Quer saber mais? Entre em contato e faça um orçamento para a sua marca!

Veja também